Arquivo da tag: São Paulo Aberta

São Paulo participa do Dia Internacional dos Dados Abertos neste sábado (21/2)

International Open Data Day 2015 terá mais de 100 atividades distribuídas pelo mundo

OpenDataDay2

No próximo sábado, 21, acontece o Open Data Day 2015, uma série de eventos com o objetivo de defender e encorajar a adoção de políticas de dados abertos em todas as esferas de governo em todo o planeta.

Neste dia, cidades de países como Austrália, Canadá, França, Japão, Quênia, México, e Índia sediarão mais de cem de eventos relacionados à abertura de dados. O Brasil também está na lista com 6 eventos registrados até o momento, nas cidades de São Paulo – SP, São Carlos – SP (Siga Lei), Porto Alegre – RS (MateHackers e CCDPOA), Teresina – PI (Teresina Hacker Clube), Vila Velha – ES (CCDVV) e no Distrito Federal (Calango Hacker Club) .

Para os paulistanos, os organizadores são a comunidade de prática sobre transparência e participação política Transparência Hacker, o Grupo de Estudos em Software Livre da POLI-USP PoliGNU e a Controladoria Geral do Município de São Paulo (CGM-SP).

Continue lendo

Café Hacker da Plataforma São Paulo Aberta é nesta quinta!

Nesta quinta-feira, 24, durante a programação do #ArenaNET Mundial, a Prefeitura de São Paulo vai realizar um Café Hacker para discutir a criação da Plataforma São Paulo Aberta.

O evento dá início a um processo de construção colaborativa do site, que vai abrigar as iniciativas de Governo Aberto – Participação Social, Inovação Tecnológica, Transparência Pública e Integridade – do município de São Paulo.

Neste primeiro momento de discussão, serão apresentados pela Prefeitura os objetivos, as funcionalidades e as ferramentas previstas para o funcionamento da Plataforma. Os participantes poderão opinar sobre a proposta ou sugerir novas funcionalidades.

O site será desenvolvido com tecnologias livres e seu código ficará disponível em repositório para que o processo de participação seja permanente.

A participação é aberta a qualquer interessado.

Café Hacker | Construção da Plataforma São Paulo Aberta

Quando: 24 de Abril, de 10h30 a 12h00

Onde: Centro Cultural São Paulo. Rua Vergueiro, 1000 (Metrô Vergueiro)

convite_cafehacker

São Paulo Aberta: Atividades do dia 24/10

Neste post reunimos os vídeos das atividades no segundo dia de programação do São Paulo Aberta, evento que ocorreu entre 23 e 27 de outubro e foi fruto de um esforço multi-secretarias da administração municipal. A iniciativa buscou promover a transparência da gestão pública, a participação social, o acesso à informação e a inovação tecnológica na capital paulista.

Representantes e articuladores de redes e movimentos populares, ativistas da cultura digital e pesquisadores marcaram presença em seminários, paineis de experiências de construção e monitoramento de políticas públicas pela sociedade civil, oficinas e grupos de trabalho que discutirão políticas de participação e de transparência no âmbito municipal. A cobertura do primeiro dia de evento está disponível neste link.

Confira abaixo os registros da programação da quinta-fera (24/10), que sob o tema “Governo Aberto à Participação” contou com duas mesas de debates, a apresentação de quatro experiências sobre transparência e controle social e o Café Hacker da Saúde:

Mesa de debate:

Razões e Sentidos da Participação Social – por que a participação é fundamental para o governo aberto .
- Joana Zylbersztajn - chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania
- Frederico Soares de Lima - Coordenador da União dos Movimentos Populares da Cidade de São Paulo e Conselheiro Gestor da STS Penha
- Anna Luiza Salles Souto - Instituto Pólis
- Liane Lira - Coordenadora de Rede de Projetos do Acessa SP e integrante da Transparência Hacker
- Comentadora da mesa: Luciana Tatagiba - Professora do Departamento de Ciência Política da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

São Paulo Aberta: Atividades do dia 23/10

Entre os dias 23 e 27 de outubro aconteceu o São Paulo Aberta, evento fruto de um esforço de seis secretarias da administração municipal que reuniu uma série de atividades em busca de promover a transparência da gestão pública, a participação social, o acesso à informação e a inovação tecnológica na capital paulista.

Representantes e articuladores de redes e movimentos populares, ativistas da cultura digital e pesquisadores marcaram presença em seminários, paineis de experiências de construção e monitoramento de políticas públicas pela sociedade civil, oficinas e grupos de trabalho que discutiram políticas de participação e de transparência no âmbito municipal.

Para quem não pôde acompanhar o evento, publicaremos neste e nos próximos dois posts os vídeos com os debates e as contribuições da plateia. Neste aqui, você fica com as mesas e experiências que aconteceram no dia 23 de outubro. Confira:

Mesa de Abertura
São Paulo Aberta: participação e transparência na Cidade que queremos

- Antonio Donato – Secretário Municipal de Governo
- Mário Spinelli – Controlador-Geral do Município
- Rogério Sottili – Secretário de Direitos Humanos e Cidadania
- Sérgio Nogueira Seabra – Secretário de Transparência e Prevenção da Corrupção da Controladoria Geral da União (CGU)
- Diogo de Sant’Ana- Secretário Executivo da Secretaria-Geral da Presidência da República
- Gustavo Vidigal- Chefe de Gabinete da Secretário de Relações Internacionais e Federativas

Continue lendo

Devolutivas Café Hacker Portal da Transparência

No dia 25 de outubro de 2013, a CGM-SP realizou o Café Hacker do Portal da Transparência da Prefeitura de São Paulo, com a presença de movimentos sociais, jornalistas, pesquisadores e programadores para debater as funções atuais do portal e começar a desenhar funcionalidades para uma futura reformulação da página, que já vem incorporando alterações desde então. Consulte-a em : transparencia.prefeitura.sp.gov.br.

Abaixo, veja a cobertura em vídeo do evento:

Confira a Devolutiva do Café Hacker Portal da Transparência nos seguintes formatos:

ODT / DOC / DOCX / PDF

Quinze aplicativos foram desenvolvidos durante a primeira Hackatona do Ônibus de São Paulo; conheça os vencedores

Projetos transformam a avaliação dos passageiros em instrumentos de fiscalização e de orientação para melhorias no transporte público

Durante 30 horas, cerca de 60 hackers — entre pesquisadores, programadores e outros profissionais da informação — reuniram-se no prédio da SPTrans para criar aplicativos e soluções inovadoras usando dados públicos do sistema municipal de transportes. Eles integravam as 15 equipes que foram selecionadas a participar da “Hackatona do Ônibus”, entre 58 projetos inscritos. A competição aconteceu das 8 horas da manhã de sábado, 27 de outubro, às 14 horas do domingo seguinte, fechando as atividades do evento São Paulo Aberta.

Hackatona é o termo usado para designar uma “maratona hacker”, isto é, esforço concentrado de trabalho de desenvolvedores para encontrar soluções criativas a um desafio proposto. Organizada pela SPTrans e pela Controladoria Geral do Município, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o concurso ofereceu 15 mil reais em prêmios às três equipes com os projetos mais bem avaliados.

Continue lendo

Café Hacker – Saúde

São Paulo Aberta: Atividades do dia 24/10

Neste post reunimos os vídeos das atividades no segundo dia de programação do São Paulo Aberta, evento que ocorreu entre 23 e 27 de outubro e foi fruto de um esforço multi-secretarias da administração municipal. A iniciativa buscou promover a transparência da gestão pública, a participação social, o acesso à informação e a inovação tecnológica na capital paulista.

Representantes e articuladores de redes e movimentos populares, ativistas da cultura digital e pesquisadores marcaram presença em seminários, paineis de experiências de construção e monitoramento de políticas públicas pela sociedade civil, oficinas e grupos de trabalho que discutirão políticas de participação e de transparência no âmbito municipal. A cobertura do primeiro dia de evento está disponível neste link.

Confira abaixo os registros da programação da quinta-fera (24/10), que sob o tema “Governo Aberto à Participação” contou com duas mesas de debates, a apresentação de quatro experiências sobre transparência e controle social e o Café Hacker da Saúde:

Mesa de debate:

Razões e Sentidos da Participação Social – por que a participação é fundamental para o governo aberto .
- Joana Zylbersztajn - chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania
- Frederico Soares de Lima - Coordenador da União dos Movimentos Populares da Cidade de São Paulo e Conselheiro Gestor da STS Penha
- Anna Luiza Salles Souto - Instituto Pólis
- Liane Lira - Coordenadora de Rede de Projetos do Acessa SP e integrante da Transparência Hacker
- Comentadora da mesa: Luciana Tatagiba - Professora do Departamento de Ciência Política da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)


Mesa de debate:
Sujeitos da participação: formas de mobilização e engajamento
- Juliane Furno Levante Popular
- Sonia Coelho - integrante da Marcha Mundial das Mulheres
- Diego Rabatone - integrante da Transparência Hacker
- Donizete Fernandes integrante do movimento de moradia
- Debatedora/Comentadora: Beá Tibiriçá - Diretora do Coletivo Digital


Exposição de Experiências:

Participatório da Juventude - Observatório Participativo da Juventude é um ambiente virtual interativo, voltado à produção do conhecimento sobre/para/pela a juventude brasileira e à participação e mobilização social. Inspirado nas redes sociais, pretende promover espaços e discussões com foco nos temas ligados às políticas de juventude. Iniciativa da Sec. Nacional da Juventude, SGPr e Universidades – Severine Macedo (Secretária Nacional da Juventude)

De Olho nos Planos - metodologias para a construção participativa e o monitoramento de planos municipais de educação. O portal apoia e estimula o envolvimento das comunidades escolares, trabalhadores(as) da educação, estudantes, pesquisadores(as), gestores(as) e organizações da sociedade civil na elaboração de planos, além de disponibilizar ferramentas digitais de mapeamento e diagnóstico colaborativo. Iniciativa da Ação Educativa com apoio de Undime e Unicef. Denise Carreira, Ação Educativa.

#DialogoSPDH - Série de conversas com a população promovida pela SMDHC; já foram realizados encontros para a discussão de políticas para LGBT, juventude, migrantes e população de rua. Carla Borges, assessora especial da SMDHC.

Marcha da Consciência Negra: 10 anos de luta por uma sociedade sem racismo. Marcha que integrou diferentes movimentos em torno da questão de cotas e genocídio de negros. - Flavio Jorge Rodrigues, da SOWETO Organização Negra e Conen – Coordenação Nacional de Entidades Negras

- Comentadora das experiências: Ana Claudia Chaves Teixeira - Núcleo de Pesquisas em Participação, Movimentos Sociais e Ação Coletiva (NEPAC) da Unicamp

Café Hacker Saúde:
CGM, em parceria com Secretaria Municipal de Saúde, reuniu movimentos, jornalistas, pesquisadores e programadores para debater informações disponíveis na área da Saúde e levantar  demandas por novas informações.