Arquivo da tag: Portal da Transparência

Foto: Mônica Casanova/CGM.

Perdeu o Café Hacker Compras Públicas Abertas? Veja o vídeo!

Evento organizado pela CGM apresentou em detalhes o funcionamento do processo de aquisição de bens e serviços pelo poder público; objetivo é implementar o conceito internacional de “Open Contracting” na Prefeitura

Já está disponível na íntegra o vídeo da última edição do Café Hacker, realizado em 09/06 pela Controladoria Geral do Município, por meio da Coordenadoria da Promoção da Integridade (COPI). Dessa vez, os participantes debateram sobre a transparência dos processos de compras públicas realizadas pela Prefeitura Municipal de São Paulo.

O encontro, que ocorreu no campus Vergueiro da Uninove, reuniu munícipes, organizações da sociedade civil, desenvolvedores, profissionais da área de comunicação e representantes do poder público.

Continue lendo

Café Hacker Empresas Públicas Municipais

Café Hacker Empresas Públicas Municipais

Dados administrativos e financeiros das 18 empresas, autarquias e fundações que fazem parte da Administração indireta, como fluxos de caixa, demonstrativos de resultados e indicadores de endividamento, passarão a ser publicados regularmente

A Prefeitura de São Paulo passará a disponibilizar noPortal da Transparência, em formato aberto e acessível por máquinas, todas as informações administrativas e financeiras relacionadas às 18 empresas, autarquias e fundações que fazem parte da Administração Indireta.

Para apresentar os dados, a Controladoria Geral do Município e a Secretaria Municipal de Finançase Desenvolvimento Econômico promovem no dia 27 de novembro, às 9h, umCafé Hacker que contará com a participação de técnicos do Departamento de Defesa de Capitais e Haveres do Município (DECAP). Serão convidados para o evento jornalistas, pesquisadores, programadores e representantes de associações e de movimentos sociais com foco na questão da transparência e do controle social, que poderão fazer perguntas e sugestões.

CET, COHAB, PRODAM, SPDA, SPOBRAS, SPNEGÓCIOS, SPSEC, SPTRANS, SPTURIS, SPURBANISMO, AHM, AMLURB, TMSP, FUNDATEC, HSPM, IPREM, SFMSP e SPCINE recebem anualmente quase 30% dos recursos arrecadados pelo Município. Em 2013, o valor destinado à Administração Indireta superou R$ 9 bilhões.

Café Hacker – Abertura dos dados das empresas municipais da Administração Indireta

Data
: 27 de novembro de 2014
Horário: de 9h00 a 12h30
Local: Mobilab SPTrans – Rua Boa Vista, 136 – Mezanino, Centro – São Paulo.

Inscrições gratuitas de acordo com a disponibilidade de vagas. Para participar, preencha o formulário de inscrição disponível neste link ou no formulário abaixo:

Café Hacker vai apresentar dados das empresas públicas municipais  

Dados administrativos e financeiros das 18 empresas, autarquias e fundações que fazem parte da Administração indireta, como fluxos de caixa, demonstrativos de resultados e indicadores de endividamento, passarão a ser publicados regularmente

A Prefeitura de São Paulo passará a disponibilizar noPortal da Transparência, em formato aberto e acessível por máquinas, todas as informações administrativas e financeiras relacionadas às 18 empresas, autarquias e fundações que fazem parte da Administração Indireta.

Para apresentar os dados, a Controladoria Geral do Município e a Secretaria Municipal de Finançase Desenvolvimento Econômico promovem no dia 27 de novembro, às 9h, umCafé Hacker que contará com a participação de técnicos do Departamento de Defesa de Capitais e Haveres do Município (DECAP). Serão convidados para o evento jornalistas, pesquisadores, programadores e representantes de associações e de movimentos sociais com foco na questão da transparência e do controle social, que poderão fazer perguntas e sugestões.

CET, COHAB, PRODAM, SPDA, SPOBRAS, SPNEGÓCIOS, SPSEC, SPTRANS, SPTURIS, SPURBANISMO, AHM, AMLURB, TMSP, FUNDATEC, HSPM, IPREM, SFMSP e SPCINE recebem anualmente quase 30% dos recursos arrecadados pelo Município. Em 2013, o valor destinado à Administração Indireta superou R$ 9 bilhões.

Continue lendo

Devolutivas Café Hacker Portal da Transparência

No dia 25 de outubro de 2013, a CGM-SP realizou o Café Hacker do Portal da Transparência da Prefeitura de São Paulo, com a presença de movimentos sociais, jornalistas, pesquisadores e programadores para debater as funções atuais do portal e começar a desenhar funcionalidades para uma futura reformulação da página, que já vem incorporando alterações desde então. Consulte-a em : transparencia.prefeitura.sp.gov.br.

Abaixo, veja a cobertura em vídeo do evento:

Confira a Devolutiva do Café Hacker Portal da Transparência nos seguintes formatos:

ODT / DOC / DOCX / PDF

Café Hacker – Portal da Transparência

Encerrando as postagens sobre a cobertura das atividades São Paulo Aberta, disponibilizamos abaixo os registros da programação da sexta-feira (25/10), que sob o tema “Governo Aberto à Transparência e ao Controle Participativo” contou com duas mesas de debates, a apresentação de quatro experiências de relevância sobre o assunto e o Café Hacker do portal de Transparência:

Mesa de debate:

Transparência ativa e dados abertos

- Gisele Craveiro - Professora da da Escola de Artes, Ciências e Humanidades – Universidade de São Paulo (EACH-USP)
- Cristiano Ferri - Analista legislativo da Câmara dos Deputados
- Paula Martins - Coordenadora da ONG Artigo 19
- Leandro Valquer de Oliveira - Vice-presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de São Paulo

- Comentador/Debatedor: Maurício Faria - Conselheiro do Tribunal de Contas do Município de São Paulo


Mesa de debate:

Controle participativo, monitoramento de políticas e prevenção da corrupção
- Raquel Moreno - Observatório da Mulher
- Fabiano Angélico - Coordenador de Promoção da Integridade da Controladoria Geral do Município (CGM)
- Clara Meyer Cabral - Coordenadora de Indicadores e Pesquisas da Rede Nossa São Paulo

- Comentador/Debatedor: Wagner Romão - professor do Departamento de Antropologia, Política e Filosofia da Faculdade de Ciências e Letras da Universidade Estadual Paulista (Unesp)

 

Exposição de experiências:

transparência e controle social:

Auditoria Participativa - Neste tipo de auditoria é a sociedade quem indica quais são os fatos críticos em relação ao objeto auditado e quais seriam as melhores soluções. O auditor evidencia as percepções e as avalia tecnicamente, indicando caminhos. Secretaria de Controle Interno da Presidência da República (CISET/PR).André Luiz Marini Chagas

Catálogo de Bases e Sistemas de Dados - Inovação do Decreto Estadual que regulamenta a Lei de Acesso à Informação em São Paulo, o CSBD reúne informações sobre todas as bases de dados que estão sob guarda do Governo Estadual. Organizado pela Fundação SEADE.

Parceria para o Governo Aberto (OGP) - Mecanismos de Diálogo e envolvimento da sociedade na construção e monitoramento de Planos de Ação do Brasil na OGP. Fernanda Machiavelli – SGPr

Cidade Democrática- Plataforma colaborativa para que cidadãos possam propor e construir soluções para as cidades. Henrique Parra

 

Café Hacker Portal da Transparência:

Café Hacker Promovido pela Controladoria Geral do Município. Um encontro com jornalistas, pesquisadores, programadores e ativistas para discutir melhorias para o Portal da Transparência. O evento também buscou discutir e colher subsídios para a elaboração de propostas e diretrizes para o Plano de Transparência Ativa de São Paulo