Arquivo da tag: Café Hacker

Café Hacker abre dados da Iluminação Pública da cidade

Você sabia que, de Perus a Marsilac, são necessários 560 mil pontos de luz para cobrir todos os distritos da cidade? Acompanhar cada um deles é um trabalho bastante complexo, uma vez que a fiação nunca teve um sistema capaz de notificar falhas da rede, mas bastante importante, já que seu bom funcionamento tem reflexos em outras questões, mais notadamente a segurança.

Para buscar soluções para este desafio, a Secretaria Municipal de Serviços e a Controladoria Geral do Município vão realizar nesta quinta-feira, 12 de março, o “Café Hacker Iluminação”, um encontro entre desenvolvedores, jornalistas, designers, pesquisadores e demais cidadãos interessados para pensar a disponibilização de informações sobre o tema.

Para esquentar o debate, que acontecerá no Mobilab da SPTrans, o Departamento de Iluminação Pública (ILUME) divulgará seu catálogo de bases de dados e abrirá sua base de solicitações e atendimentos e a base georreferenciada dos pontos de iluminação da cidade.

Que tal um diálogo sobre esses dados? Existe alguma forma que você gostaria de visualizá-los? Já pensou em cruzamentos que podem ser interessantes? Quer saber no que isso pode interferir na sua região? Inscreva-se neste link e venha participar do debate.O MobiLab comporta cerca de 60 pessoas e haverá transmissão online.

Café Hacker Iluminação

Local: MobiLab: Rua Boa Vista, 136 (mezanino), São Paulo, SP
Hora: 18h30 a 21h00
Data: 12 de março de 2015

Inscreva-se: https://docs.google.com/forms/d/1ojhC_rGDalQi9-e6IMlmd0wwM6x88P5xY77rEv2q_G8/viewform

Café Hacker da Plataforma São Paulo Aberta é nesta quinta!

Nesta quinta-feira, 24, durante a programação do #ArenaNET Mundial, a Prefeitura de São Paulo vai realizar um Café Hacker para discutir a criação da Plataforma São Paulo Aberta.

O evento dá início a um processo de construção colaborativa do site, que vai abrigar as iniciativas de Governo Aberto – Participação Social, Inovação Tecnológica, Transparência Pública e Integridade – do município de São Paulo.

Neste primeiro momento de discussão, serão apresentados pela Prefeitura os objetivos, as funcionalidades e as ferramentas previstas para o funcionamento da Plataforma. Os participantes poderão opinar sobre a proposta ou sugerir novas funcionalidades.

O site será desenvolvido com tecnologias livres e seu código ficará disponível em repositório para que o processo de participação seja permanente.

A participação é aberta a qualquer interessado.

Café Hacker | Construção da Plataforma São Paulo Aberta

Quando: 24 de Abril, de 10h30 a 12h00

Onde: Centro Cultural São Paulo. Rua Vergueiro, 1000 (Metrô Vergueiro)

convite_cafehacker

Veja como foi o Café Hacker sobre a transparência dos dados da Copa do Mundo em São Paulo

Promovida pela Controladoria Geral do Município (CGM) e pelo Comitê Especial para a Copa do Mundo de 2014 (SPCopa), a nona edição do evento reuniu hackers, jornalistas, programadores e membros da sociedade civil para discutir os dados sobre as operações para realização da Copa do Mundo na cidade de São Paulo.

Realizado em 26/02, no Edifício Matarazzo, o encontro contou com a presença da presidente da SPCopa e Vice-prefeita da cidade de São Paulo, Nádia Campeão, e do Chefe de Gabinete da CGM, Dany Andrey Secco, que fizeram a abertura do evento.

Para o debate com o público, estiveram á mesa o Coordenador da Coordenadoria de Promoção da Integridade (COPI), Fabiano Angélico, a Diretora de Fomento ao Controle Social (COPI), Lindalva Oliveira, o Assessor de Comunicação da SPCopa, Júlio Bittencourt e o Gerente de Ações da Copa 2014, José Carlos Gomes.

Após as apresentações, os presentes puderam fazer suas perguntas e sugestões quanto à melhor forma de publicar estes dados. Essas sugestões foram anotadas e sistematizadas, e em breve terão suas respostas divulgadas neste blog.

Acompanhe na íntegra:

Assista o que aconteceu no Café Hacker Virada Cultural

Acompanhe a íntegra do debate sobre dados da transparência da maratona de espetáculos

O Café Hacker Virada Cultural foi uma iniciativa  da Coordenação de Promoção da Integridade (COPI), uma das áreas estruturantes da Controladoria Geral do Município (CGM) e da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo (SMC), com a finalidade de discutir com a população propostas de ampliação da transparência dos dados e informações da maratona de espetáculos que acontece anualmente na cidade. Continue lendo

Café Hacker - SP Copa

Café Hacker – SP Copa

Café Hacker SPCopa debate transparência do Mundial de Futebol em São Paulo

 

O Comitê Especial para a Copa do Mundo de 2014 (SPCopa) e a Controladoria Geral do Município (CGM) preparam, para a próxima quarta-feira, 26/02, um Café Hacker para discutir a transparência dos investimentos e ações da Prefeitura de São Paulo para realização da Copa do Mundo. O encontro acontecerá no Edifício Matarazzo, sede da Prefeitura, situado à Viaduto do chá, 15, 6º andar (sala de imprensa), às 9h30.

Para cumprir seu compromisso com a transparência, a SPCopa reformulou a página que reúne documentos, contratos e outras informações sobre realização da Copa do Mundo. O objetivo do Café Hacker é reunir cidadãos interessados no acompanhamento das ações de São Paulo na Copa e discutir: 1) dúvidas sobre os dados disponíveis; 2) sugestões para o aprimoramento dos dados disponíveis e 3) demandas por novas informações.

Os interessados em participar devem preencher o formulário de inscrição abaixo (ou neste link) e aguardar a confirmação por e-mail. Por limitação de espaço, teremos 30 vagas disponíveis, mas o evento também poderá ser acompanhado pela transmissão ao vivo pelo blog  cafehackersp.org. Pela internet, será possível o envio de perguntas para o Twitter @CGM_SP.

 

Café Hacker Transparência da SPCopa

Local: Viaduto do chá, 15, 6º andar (sala de imprensa)

Dia: 26/02/2014

Horário: 9h30 – 12h00

 

Café Hacker discute transparência da Virada Cultural

Demandas de agentes culturais e artistas deram o tom do debate

Representantes de diferentes classes artísticas e conselheiros municipais compareceram, na última sexta-feira(14), ao auditório da Biblioteca Mário de Andrade, para participarem do Café Hacker Virada Cultural 2014. O encontro foi organizado pela Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo (SMC) e pela Coordenação de Promoção da Integridade (COPI), uma das áreas estruturantes da Controladoria Geral do Município (CGM), com a finalidade de discutir com a população propostas de ampliação da transparência dos dados e informações da maratona de espetáculos que acontece anualmente na cidade.

O evento foi iniciado por breves apresentações do Secretário Municipal de Cultura, Juca Ferreira, do Controlador Geral do Município, Mário Spinelli, e do representante da Empresa de Turismo e eventos da Cidade de São Paulo (SPTuris), Ian Guimarães. De forma geral, os palestrantes falaram sobre a importância da implantação de políticas de transparência para prevenção da corrupção, para garantir o controle social sobre as atividades da administração pública.

Prosseguindo com a dinâmica do Café Hacker, compuseram a mesa seguinte os representantes da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), Luciana Piazzon, Guilherme Varella e José Mauro, a Diretora da Divisão de Fomento ao Controle Social, Lindalva Feitosa Oliveira (COPI) e o Coordenador, Fabiano Angélico (COPI). Após uma introdução sobre as obrigações legais e as regras para a preparação da Virada Cultural, teve início o debate com o público.

Reflexo da presença majoritária de segmentos artísticos no evento, os participantes focaram suas questões em temas como diversidade de modalidades de espetáculos nas políticas de cultura e seleção de curadoria para a virada cultural. Outro tema frequente no debate foi a descentralização do evento, para atender a população nos limites da cidade.

Nos próximos dias, a CGM disponibilizará em sua página no youtube a íntegra do evento, a ser divulgada no blogue cafehackersp.org. Além do vídeo, será divulgada uma devolutiva que registrará as contribuições oferecidas pelos presentes e as respostas concedidas pela Secretaria Municipal de Cultura ás demandas por informação, além de um plano de ações, elaborado com base no debate, para ampliar a transparência da Virada Cultural.

viradacultural

Café Hacker – Virada Cultural

Com a aproximação de mais uma edição da Virada Cultural de São Paulo, a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo (SMC) e a Controladoria Geral do Município (CGM) convidam para um Café Hacker para discutir com a população a ampliação da transparência de dados e informações sobre o evento.

O encontro aconteceu no dia 14/2, no Auditório da Biblioteca Mário de Andrade. Após uma breve apresentação, que contou com a presença do Secretário Municipal de Cultura, Juca Ferreira e com o Controlador Geral do Município, Mário Spinelli, os participantes debateram sobre os dados já disponibilizados pela SMC, ofereceram sugestões de aprimoramento  da transparência da Virada Cultural e demandaram a abertura de novos dados.

O que é o Café Hacker

Esta foi a 8ª edição do Café Hacker, iniciativa da CGM em parceria com secretarias e entidades municipais. A cada edição, são abordados temas relacionados à transparência das políticas públicas, ou aos sites e sistemas da Prefeitura. Acompanhe no Blog do Café Hacker (www.cafehackersp.org) os vídeos e documentos dos eventos passados.

A metodologia prevê sistematização online das contribuições apresentadas durante o encontro. Todas as demandas e sugestões serão analisadas pela SMC e pela CGM. Após 20 dias será divulgado um documento de “devolutiva” com respostas dos órgãos.