São Paulo Aberta: Atividades do dia 23/10

Entre os dias 23 e 27 de outubro aconteceu o São Paulo Aberta, evento fruto de um esforço de seis secretarias da administração municipal que reuniu uma série de atividades em busca de promover a transparência da gestão pública, a participação social, o acesso à informação e a inovação tecnológica na capital paulista.
Representantes e articuladores de redes e movimentos populares, ativistas da cultura digital e pesquisadores marcaram presença em seminários, paineis de experiências de construção e monitoramento de políticas públicas pela sociedade civil, oficinas e grupos de trabalho que discutiram políticas de participação e de transparência no âmbito municipal.
Para quem não pôde acompanhar o evento, publicaremos neste e nos próximos dois posts os vídeos com os debates e as contribuições da plateia. Neste aqui, você fica com as mesas e experiências que aconteceram no dia 23 de outubro. Confira:
Mesa de Abertura
São Paulo Aberta: participação e transparência na Cidade que queremos
– Antonio Donato – Secretário Municipal de Governo
– Mário Spinelli – Controlador-Geral do Município
– Rogério Sottili – Secretário de Direitos Humanos e Cidadania
– Sérgio Nogueira Seabra – Secretário de Transparência e Prevenção da Corrupção da Controladoria Geral da União (CGU)
– Diogo de Sant’Ana- Secretário Executivo da Secretaria-Geral da Presidência da República
– Gustavo Vidigal- Chefe de Gabinete da Secretário de Relações Internacionais e Federativas


Mesa de debates:
O que se entende por governo aberto – novos paradigmas da relação Estado-sociedade civil
– Marilena Chauí – Professora de Filosofia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP;
– Benedito Barbosa – advogado da União dos Movimentos de Moradia;
– Vera Masagão – Diretora Executiva da Associação Brasileira de Organizações Não-Governamentais (Abong);
– João Antônio da Silva Filho – Secretário de Relações Governamentais
– Gustavo Vidigal- Chefe de Gabinete da Secretário de Relações Internacionais e Federativas
– Debatedor/Comentador da mesa: Pablo Ortellado – Professor da Escola de Artes, Ciências e Humanidades – Universidade de São Paulo (EACH-USP)
 

Painel de Experiências:
horizontes para um governo aberto no território
Educação como Desenvolvimento Local na Zona Leste:. articulação entre diretorias regionais de ensino, conselhos gestores, pesquisadores, organizações da sociedade civil e movimentos que atuam na Zona Leste; mais de 450 pessoas participam de GTs que constroem propostas para temas como educação, economia, segurança pública, saúde e ambiente – Professora Maria Cláudia Vieira Fernandes;
Cuidando do Meu Bairro: Mapeando dinheiro do orçamento público. Projeto oferece ferramentas para que a sociedade possa conhecer melhor a temática do orçamento público, exercer o controle e fiscalização dos gastos realizados em equipamentos públicos da cidade e promover ações concretas no seu bairro. Iniciativa do GPopai-USP
Gestão Urbana.SP : Plataforma digital desenvolvida pela Secretaria Municipal do Desenvolvimento Urbano (SMDU) para apoiar processo de revisão e construção do Plano Diretor da Cidade. Possui ferramentas para mapeamento colaborativo, consulta pública de projeto de lei e outras formas de construção participativa. Weber Sutti e Vinícius Russo (SMDU)
Movimento da infância: Articulação dos movimentos de infância nas regiões de São Paulo com o Conselho Municipal da Criança e do Adolescente. Flariston Francisco da Silva
– Comentador das experiências: Euler Sandeville Júnior – Professor Associado da Universidade de São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.