O que é

Nada melhor que um dedinho de prosa com café para aproximar as pessoas e discutir boas ideias. É isso que propõe o Café Hacker: um encontro entre profissionais da Comunicação – jornalistas, programadores, pesquisadores – ou cidadãos interessados em conhecer dados e informações que estão sob guarda da Prefeitura de São Paulo, de um lado; e, por outro, servidores, técnicos e representantes do poder público que lidam cotidianamente com um grande volume de informações, mas nem sempre conhecem as necessidades e demandas da população que quer acessá-las.
A Controladoria Geral do Município (CGM), com apoio de diversas Secretarias e órgãos públicos municipais, vai organizar esses encontros periodicamente, de maneira itinerante. A cada edição do Café Hacker, uma Secretaria será a anfitriã, e abrirá suas portas para bater um papo com um grupo.
A ideia começou com a equipe da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, para a construção da Plataforma Gestão Urbana. Outros temas e secretarias podem ser sugeridas, assim como novos encontros podem ser autogestionados – prepare seu café!
São três os tipos de bate-papo pensados para o Café Hacker:

  • sobre sites e sistemas da Prefeitura, em funcionamento ou desenvolvimento;
  • dados e informações de políticas públicas no município, o “Papo com Dados”; e
  • ferramentas e experiências sobre as quais vale a pena trocar ideias!

Por limitações do espaço, será necessário inscrever-se para os encontros. Todos serão divulgados neste blog: acompanhe e agende-se!

3 comentários em “O que é”

    1. Olá, Raquel, tudo bem?
      No dia do evento, divulgaremos o link de transmissão na página da CGM-SP no portal da Prefeitura de São Paulo (link) e nas páginas de facebook e do twitter da CGM.
      Mas, se for possível, ficaremos muito felizes se pudermos recebê-la pessoalmente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O governo está aberto: entre que a casa é sua!