CafeHackerMulheres

‘Café Hacker’ vai debater abertura de dados sobre políticas para as mulheres na cidade de São Paulo

Participantes também poderão aprender a construir tabelas e gráficos em uma oficina com os dados; evento vai apresentar contribuições à 5ª Conferência Municipal sobre a temática

Às vésperas da 5ª Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres, a Controladoria Geral do Município (CGM) e a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM) vão realizar um Café Hacker para debater o acesso a informações e dados com recorte de gênero.

O evento, em sua 13ª edição, acontece em 15 de setembro (terça-feira) na Biblioteca Cora Coralina, primeira biblioteca com temática feminista de São Paulo, inaugurada em julho deste ano no bairro Guaianazes.

A programação está dividida em dois momentos: durante a manhã, de 9h30 a 12h30, a SMSP fará um breve balanço das principais informações disponíveis nessa área, seguido de debate com os participantes sobre os dados que ainda precisam ser abertos para possibilitar o acompanhamento das políticas.

O objetivo é reunir, em um único local para consulta, os dados de diferentes eixos temáticos: (1) Autonomia Econômica, Trabalho e Desenvolvimento; (2) Educação e gênero; (3) Saúde e direitos sexuais e reprodutivos; (4) Direito à cidade e mobilidade; (5) Enfrentamento à violência; (6) Participação Política e Controle Social; (7) Cultura e comunicação não sexista.

À tarde, entre 14h e 17h, será oferecida uma oficina aos interessados em trabalhar com os dados disponíveis, com a mediação de representantes das secretarias, de pesquisadoras e de programadoras. Serão formados grupos de acordo com o conhecimento técnico das/os participantes, e haverá oficina básica para quem não tem qualquer conhecimento prévio sobre análise de planilhas e produção de gráficos.

Para se inscrever no evento (debate e/ou oficina), é necessário apenas preencher o formulário disponível neste link. O evento é aberto a qualquer interessada/o, mas as vagas são limitadas.

O Café Hacker

Promovido pela CGM-SP há dois anos, o Café Hacker surgiu com a ideia realizar o processo de abertura de dados de forma compartilhada, voltando o foco para as demandas do público.

A metodologia do evento envolve apresentações feitas por agentes públicos e especialistas do tema em questão. Os participantes podem tirar dúvidas, solicitar novas informações ou sugerir aprimoramentos dos dados disponíveis. Todas as intervenções são sistematizadas em editor de textos colaborativo em tempo real e é publicada uma devolutiva sobre as questões e sugestões feitas pelo público.

Os encontros tiveram impacto direto na melhoria da transparência do setor de transportes da cidade, bem como na reforma e melhoria de diversos portais e sistemas da Prefeitura. Desde agosto de 2013, foram realizados doze encontros, com público estimado de quase 1.400 pessoas, entre presencial e participantes pela internet.

Em agosto de 2015, o projeto foi finalista do Prêmio CONIP, que reconhece iniciativas inovadoras na área de tecnologia no setor público em todo o país.

 

Café Hacker – Políticas para as Mulheres

Data: 15 de setembro de 2015

Horário: de 9h30 a 12h30 (debate) e de 14h00 a 17h00 (oficina)

Local: Biblioteca Cora Coralina | Rua Otelo Augusto Ribeiro, 113 (Próximo à estação Guaianases da CPTM. Veja no mapa como chegar)

Inscrições gratuitas de acordo com a disponibilidade de vagas. Clique aqui para se inscrever.

Mais informações:www.cafehacker.prefeitura.sp.gov.br

Uma opinião sobre “‘Café Hacker’ vai debater abertura de dados sobre políticas para as mulheres na cidade de São Paulo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>