Café Hacker vai abrir base de todos os pedidos de informação registrados na Prefeitura de São Paulo

Controladoria Geral tratou o conteúdo para remover informações pessoais e criará rotina para publicar as bases periodicamente
Em comemoração ao Dia Internacional do Direito de Saber (28/9), a Prefeitura de São Paulo anuncia a abertura de mais de 6.500 pedidos de informação. As bases, que passarão a ser divulgadas no Portal da Transparência, estão sendo tratadas pela Controladoria Geral do Município (CGM-SP) para remoção de informações pessoais, que são protegidas pela legislação.
Neste momento, foram incluídos todos os pedidos já realizados desde o início da operação do Sistema e-SIC, em agosto de 2012, até maio de 2015. Além da divulgação das bases em formato aberto, a CGM-SP está desenvolvendo a plataforma “Pedido Respondido!”, onde será possível consultar de forma rápida por palavra-chave e por órgão da Prefeitura.
Em fase de testes, a plataforma será lançada durante um Café Hacker no dia 15 de outubro, na Galeria Olido, centro de São Paulo (veja mais detalhes abaixo). O site está sendo desenvolvido pela equipe da CGM-SP em software livre, e o código ficará disponível em repositório público.
“Trata-se de uma iniciativa inédita e que vai contribuir muito para aprimorar a qualidade da informação que a Prefeitura presta aos cidadãos”, afirma o Controlador Geral do Município, Roberto Porto. “Além disso, otimizamos o trabalho dos órgãos públicos, já que o cidadão pode pesquisar se a pergunta que gostaria de fazer já foi respondida antes”.
Após o lançamento do site “Pedido Respondido!”, a CGM-SP pretende adotar uma rotina para atualizar as bases de forma permanente  — a princípio, bimestralmente. A rotina envolve analisar o conteúdo de texto dos pedidos e ocultar trechos em que há informações pessoais (nomes, números de documento, endereços etc.), inclusive dos anexos das respostas.
Café Hacker
O projeto Café Hacker é uma metodologia criada pela CGM-SP e realizada em parceria com outros órgãos municipais para envolver a sociedade no processo de abertura de dados públicos.
Nos encontros, programadores, jornalistas, pesquisadores, ativistas e quaisquer outros interessados se reúnem para apresentar demandas e discutir a forma de disponibilização dos dados. Ao todo, já foram realizados 13 encontros, todos registrados no blog http://cafehacker.prefeitura.sp.gov.br/
Nesta edição, com o tema “Pedidos de Informação”, o objetivo será discutir a base de pedidos respondidos e a plataforma de consulta construída em software livre. O evento será realizado em 15 de outubro, na Sala Olido, Avenida São João, 473, de 18h30 a 21h30.
Inscreva-se e participe.

Um comentário em “Café Hacker vai abrir base de todos os pedidos de informação registrados na Prefeitura de São Paulo”

Deixe uma resposta para Carliane Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.