Assista o que aconteceu no Café Hacker Virada Cultural

Acompanhe a íntegra do debate sobre dados da transparência da maratona de espetáculos

O Café Hacker Virada Cultural foi uma iniciativa  da Coordenação de Promoção da Integridade (COPI), uma das áreas estruturantes da Controladoria Geral do Município (CGM) e da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo (SMC), com a finalidade de discutir com a população propostas de ampliação da transparência dos dados e informações da maratona de espetáculos que acontece anualmente na cidade.
Compuseram a mesa de abertura o Secretário Municipal de Cultura, Juca Ferreira, do Controlador Geral do Município, Mário Spinelli, e do representante da Empresa de Turismo e eventos da Cidade de São Paulo (SPTuris), Ian Guimarães. A dinâmica do Café Hacker ficou a cargo dos representantes da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), Luciana Piazzon, Guilherme Varella e José Mauro, da Diretora da Divisão de Fomento ao Controle Social, Lindalva Feitosa Oliveira (COPI) e do Coordenador, Fabiano Angélico (COPI).
Futuramente, a CGM disponibilizará no blogue cafehacker.prefeitura.sp.gov.br  uma devolutiva que registrará as contribuições oferecidas pelos presentes e as respostas concedidas pela Secretaria Municipal de Cultura ás demandas por informação, além de um plano de ações, elaborado com base no debate, para ampliar a transparência da Virada Cultural.


Fotos: Mami Yasunaga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.